quinta-feira, agosto 03, 2006

VALHA-NOS QUEM?

Mais uma vez, somos intimados a escolher nossos funcionários, que recebendo polpudos soldos, estarão nos representando, “para nós mesmos,” embora estejam a serviço dos próprios, no congresso e nas assembléias estaduais, bem como, estaremos escolhendo as pessoas, as quais daremos a incumbência de gastar nosso dinheiro, os nossos executivos.
Tudo bem a nossa parte estamos dispostos a fazer, resta saber até quando estaremos delegando poderes, assim meio que dando uma “carta de corso” a estes respeitáveis senhores.
Leio hoje em um jornal que circula pela cidade que uma determinada ala, de uma facção evangélica, na noite de ontem reiterou seu apoio ao elemento de nome Josué Bengtson, venerável Deputado Federal, envolvido até a alma com falcatruas e negociatas... aí me pergunto “que fazer? Como me livrar destes “iluminados e divinos” senhores?
Por favor quem tiver a resposta me ajude.
A solução que tenho para o caso é RADICAL.

2 comentários:

Direito & Esquerdo disse...

Xico,

Qual radicalidade não deve ser sequer ventilada.
Contudo, que dá uma ânsia de chutar o pau dessa barraca, isso dá !
Um forte abraço.
Bruno

Anônimo disse...

Na minha opinião, a maneira mais radical é não votar no Senhor. O povo, até hoje paga pela sentença de terem escolhido soltar Barrabás.

Mari