sábado, agosto 26, 2006

DIA DA IGUALDADE DA MULHER


Minha singela homenagem, a todas as mulheres.

POEMA DA MULHER
Que mulher nunca teve um sutiã meio furado,
Um primo meio tarado, ou um amigo meio viado?
Que mulher nunca tomou um fora de querer sumir,
Um porre de cair ou um lexotan para dormir?
Que mulher nunca sonhou com a sogra morta, estendida,
Em ser muito feliz na vida ou com uma lipo na barriga?
Que mulher nunca pensou em dar fim numa panela,
Jogar os filhos pela janela ou que a culpa era toda dela?
Que mulher nunca penou para ter a perna depilada,
Para aturar uma empregada ou para trabalhar menstruada?
Que mulher nunca comeu uma caixa de Bis, por ansiedade,
uma alface, no almoço, por vaidade ou, um canalha por saudade?
Que mulher nunca apertou o pé no sapato para caber,
a barriga para emagrecer ou um ursinho para não enlouquecer?
Que mulher nunca jurou que não estava ao telefone,
Que não pensa em silicone ou que “dele” não lembra nem o nome?

3 comentários:

Jorge P.G. disse...

Ôi, Xico Rocha!
Aqui Lisboa."Lugar ao Som".

Você visitou o meu site.

Me desculpe mas Paco bandeira não está em meus planos.No entanto deixei lá, nos comentários, resposta ao que você sugeriu. Confira e visite meus outros blogues.

Este seu site me parece bem interessante e humorado.Só lhe peço que NÃO USE as traduções simultâneas. Para o Castelhano ainda vai dando, mas as traduções para Inglês são terrivelmente más. Sou professor de Línguas e sei o que estou dizendo. Pode acreditar.
Me desculpe por estas palavras, mas só estou desejando o seu bem.
Seu site merece melhor!
Um abraço.
Jorge G.

Xico Rocha disse...

Caro Jorge grato por seu comentário, lçamento pelo Paco, porque tenho dificuldades de encontrar material do mesmo na internet.
Quanto as traduções, sou um eterno aprendiz, por isso estou pacivo de erros, devo te confessar que sou contrário ao uso dos tradutores, sei que eles não traduzem idéias e sim palavras por isso não faço uso deles, quanto ao ingles estou aprimorando, é só se aprende cometendo erros, funciona assim tanto para a fala quanto para a escrita, lhe falo isso porque quando morei nos EUA, senti de início as dificuldades de entendimento da omunicação, sem no entanto me preocupar em escrever, é mais o menos como o analfabeto que fala mas não consegue entender. Seguirei comentendo erros, por isso é que peço para os amigos fazerem as devidas correções. Quanto ao Español, existem diferenças, quando se fala por exemplo o español clássico dos livros, e o que aprendi no dia-a-dia da América Central, tenho sotaque dos Salvadoreños
Grato espero novas visitas, com correções se possivel.
Xico Rocha

marisanblog disse...

Acho que a mulher tem e deve ter vaidade, pois se faz necessário desde os tempos idos, os enfeites de um modo geral, realçam a beleza da mulher, mas,... acho um exagero o que muitas fazem com o próprio corpo, nossa! Um flagelo em nome da beleza, as quais esquecem de olhar para dentro de si e não percebem que o que há de mais importante "é invisível para os olhos..."

Mari