sexta-feira, setembro 29, 2006

VALOR

Num Seminário, um famoso palestrante mostra uma nota de 20 dólares e pergunta:- Quem quer esta nota? Mãos começam a se erguer e ele continua- Eu a darei a um de vocês, mas antes, farei isto! Então, ele amassa a nota e pergunta:- Quem ainda quer esta nota? As mãos continuam erguidas- E se eu fizer isto? Deixa a nota cair no chão e começa a pisá-la e esfrega-la. Depois pega a nota, agora imunda e amassada, e pergunta:- E agora? Quem ainda quer esta nota? Todas as mãos permanecem erguidas. E ele fala:- Não importa o que eu faça com esta cédula, ela ainda vale 20 dólares. Isso também se dá conosco. Muitas vezes, em nossas vidas, somos amassados, pisoteados e sujos, por decisões que tomamos e/ou pelas circunstâncias que surgem em nossas vidas, e sentimo-nos desvalorizados, sem importância. Creiam, não importa o que aconteça, jamais perderemos o nosso valor ante o universo! O preço de uma vida não é pelo que se faz ou se sabe, mas pelo que se É!
(autor desconhecido)

2 comentários:

SAM disse...

Bonita estória. Esperava outro final e fiquei agradavelmente surpreso com este final.

Afinal de contas, é como diz 'Abdu'l-Bahá, o Sábio persa:
"A mente e o espírito do homem avançam quando ele é provado pelo sofrimento. Quanto mais lavrado o solo, tanto melhor crescerá a semente, tanto melhor será a colheita. Assim como o arado sulca a terra profundamente, purificando-a dos cardos e das ervas daninhas, assim o sofrimento e a tribulação livram o homem dos frívolos assuntos desta vida terra, até atingir estado de completo desprendimento, quando sua atitude será de felicidade divina. O homem é, por assim dizer, verde; o calor do fogo do sofrimento amadurecê-lo-á. Olhai para os tempos passados e verificareis que os maiores homens sofreram o máximo".

Apreciei o espaço, por isso, se me permitir, creio que irei voltar cá mais vezes.

marisanblog disse...

É verdade Rocha. Devemos nos valorizar em qualquer circunstância, mesmo quando cometemos erros. O importante do erro é reconhecê-lo, e para isto devemos fazê-lo de cabeça erguida, posto que "atire a primeira pedra....."

Um beijo

Mari