terça-feira, agosto 07, 2007

ROUBO DE CALCINHAS.

O furto a residência já se tornou um delito banalizado, principalmente em balneários, devido ao grande numero de casas de veranistas.
Em Marataízes essa prática aumenta à cada dia.
Indagando sobre o fato, deparei com inúmeras histórias engraçadas de furtos que terminaram, nem sempre com finais felizes. Como diz um provérbio popular “seria cômico se não fosse trágico”. Relatarei alguns furtos cometidos em Marataízes.
Uma cidadã reclamava que suas melhores calcinhas eram roubadas diariamente, era só coloca-las no varal que no outro dia já havia sumido. “O ladrão escolhia as minhas melhores calcinhas, as mais novinhas e pequenas” nos relatou ela. Posteriormente descobriu que o meliante usava um vergalhão para puxar as calcinhas. Mas nada de saber quem era esse misterioso ladrão. Numa noite chuvosa, rua deserta, a moça olhou para o meio da rua viu um rapaz com sua calcinha em uma das mãos esfregando sensualmente em seu rosto e se masturbando tranquilamente sob a chuva. Espantada com a cena gritou: “pega o ladrão de calcinhas...pega”. Ele se espantou e saiu correndo na escuridão da noite e ninguém até hoje não se sabe a sua identidade.

Um caseiro ligou para o dono da residência localizado no interior de Marataízes e informou: “Senhor sua casa foi roubada”. Do outro lado o proprietário acalmou o empregado dizendo que na casa não tinha nada de valor. O caseiro então disse: “Estou falando que eles roubaram a casa com tijolo, portas e telhados e tudo mais, só deixaram a base de sua casa”.

Um morador do balneário cultivava com todo carinho diversas qualidades de cana. Acordou numa madrugada e observou que suas canas estavam sendo chupadas por um meliante que tranquilamente sentado em um banquinho saboreava suas preciosas canas.
O proprietário cortou uma cana fita grossa e foi pra cima do sujeito e deu uma surra que depois ninguém sabia se era melado de cana ou sangue que saia do corpo do invasor.

www.maratimba.com/noticias/news

4 comentários:

Andreia do Flautim disse...

Ai esses ladrões!

Celeste disse...

“seria cômico se não fosse trágico”.

Cuánta verdad!

Qué curiosos relatos.

Besos celestes!

ana maria costa disse...

Xico a palavra bem usada é uma poderosa arma.desde os tempos longíquos que ela é utilizada para combater o que os punhos já não conseguem dizer.

obrigada

ana maria costa disse...

Xico a palavra bem usada é uma poderosa arma.desde os tempos longíquos que ela é utilizada para combater o que os punhos já não conseguem dizer.

obrigada