sábado, agosto 11, 2007

EMOÇÕES!

Amigos, o dia era sábado(passado), me preparo para a sagrada cerveja, logo penso nos amigos, então liguei para companheiro Nilton, que me convoca para dar uma chegada no aparelho do Duda Bueres, marcamos a hora e lá estamos nós reunidos para assistir um DVD dos Beatles, eu, Duda Bueres, Nilton Atayde e o Pedro Nelito.
Ingeridos os primeiros tragos como de praxe, passamos as nossas avaliações do momento brasileiro, da vida, e de tantas outras inquietações que nos atormentam, Duda Bueres recebe um telefonema e tem que momentaneamente nos deixar, dever de oficio, como diríamos no EB "- o dever te chama", e lá se foi Bueres a seus afazeres, ensaiamos então uma debandada geral, o que pertubou um pouco o amigo, que prometeu retornar o mais rápido possivel.
Ficamos então os tres a ouvir Cartola, Victor Jara, e tantos outros sons que há tempo não o faziamos juntos.
O sábado estava realmente muito bonito, uma tarde especial, quando de repente ouvimos o roncar da intrépida máquina do Bueres, era o mesmo que retornava de seu mister.
Já o esperavamos com o DVD dos Beatles engatilhado, e então um leve toque de botão, e um tempo que insiste em não passar nos chega as nossas retinas, estavamos ali todos maravilhados, era os Beatles numa viagem que vai desde o seu início até o final do conjunto, (atentem para o conjunto), entre os momentos de rememorações recordações e tantos outros ões, eis que ao nosso lado, Duda Bueres com suas mãos em concavidade, as levava até seu rosto, num pranto saudoso, de fazer inveja ao mais incomensurável beatlemâniaco. Comovidos com o gesto sentimental (Duda é um inveterado sentimental), lhe dedicamos uns afagos e prontamente estava restabelecido o nobre amigo.
A foto foi capturado exatamente neste sábado, pelas lentes celuláricas do compa Nilton, pelo companheiro Pedro Nelito(Duda,Nilton e eu).
Sábado realmente inesquecível. Parabéns pra nós, que ainda conseguimos nos sensibilizar com a arte musical. Amigos não nos distanciemos muito.

Um comentário:

citadinokane disse...

Essas emoções me matam...