quarta-feira, fevereiro 10, 2010

SAUDADES




A vida é assim mesmo, de vez em quando somos pegos de surpresa e aí é como se um caminhão nos desse uma tralhotada.
Foi assim que aconteceu comigo há 15 dias. Cheguei em casa liguei a TV para assistir o jornal e derrepente o telefone toca, do outro lado uma amiga me dedica carinhos, e me fala de meu sumiço, lhe digo que qualquer dia vou lhe ver. Ai sinto na voz dela o embargo da dor, e então ela me pergunta se eu sabia do Júnior, lhe falei que não, e logo ela me fala do súbito desaparecimento do mesmo em um trágico acidente em que somente ele foi vítima. É nessa hora que sentimos a dor da perda de um amigo. O mais trágico de tudo é que o Júnior morre aos 39 anos em pleno vigor da vida, além do que era uma dessas pessoas maravilhosas, um coração de menino na cabeça de um homem.
Resta-nos a dor da perda e a saudade que é eterna. Sei no entanto que onde ele estiver estará bem, pois ele é merecedor do melhor. Amigo fique certo de que hemos de nos encontrar em outra dimensão. QUE DEUS VELE POR VOCÊ.

Um comentário:

Sakkarah disse...

Toda pérdida es demasiado triste...

Un beso.