domingo, abril 19, 2009

MEMÓRIAS

Sexta-feira tomei "umas" com meus amigos Cléo, Nilton e Duda Bueres. O companheiro Nilton devidamente escudado pelo seu filho muleke Dedel, nos proporcionou uma viagem pelas nossas memórias.
É que naquela de comentar futebol com o muleke Dedel, descambamos pelas nossas velhas lembranças de infancia, e num passe de magica, vimos nosso passado girando, e aos poucos fomos lembrando as voltas que a vida dá e que não podem voltar, e não adianta arrependimentos nem remorsos, o que girou girou, o passado já passou.
Ficamos então recordando os nossos jogos de peteca, pião e também velhas brincadeiras que nos impulsionava na direção dos encantos do sentimentos. Quem por exemplo no nosso tempo não se valeu da velha brincadeira do "cai no poço" para poder se aproximar, ainda que muito nervoso, suando por todos os poros do corpo, do "brotinho" por quem nossos corações latia de maneira desenfreada? e rememoramos o já quase desaparecido "pião" e suas regras do famoso "come", mas não menos emocionante foi lembrar das regras do jogo de peteca, coisa como o "bate fica escapole deixa, "fona", e o não menos autotutelado "limpa no queixo".
Foram momentos muito agradáveis e que serviram para nos transportar no tempo das lembranças.





10 comentários:

Ray disse...

CaroXico Rocha Agradeço o excelente comentário. Não entendo de leis (sou médico), mas entendi perfeitamente o seu ponto de vista. As sua observações são bem consistentes e propositadas. E vieram enriquecer e valorizar o meu Blog. Pretendo visitar (e ler) o seu, logo que seja possível. Não quero deixar um comentário agora, pois ficaria muito superficial. Ou seja, muito distante daquele que você postou no meu.
Um abraço
Um abraço

Kiara Guedes disse...

Quintana fala q inventamos nossa infancia, mas dessas que somos fieis nao dá pra ter inventado não... simplesmente nao dá! Bjs meus.

Xico Rocha disse...

Ray, esteja a vontade para a visita.
Abraços
Xico Rocha

Xico Rocha disse...

Com certeza Kiara.
Bjs pra voce também.
Xico Rocha

Luciane disse...

Olá, Xico. Obrigada pela visita e pelo comentários: realmente, o mundo precisa de bons homens, de caráter e dispostos a combater o bom combate. Li seu post e concordo que relembrar bons momentos é fonte de prazer. Abs!
Luciane.

Mari disse...

Xico,

Por incrível que pareça, eu gostava muito dessas brincadeiras, e com meu irmão aprendi a encerar a linha de papagaio, pode? Gostava de jogo de peteca, pião... só não gostava desse tal de "cai no poço", nunca brinquei, só assistia pra ser sincera, as molecas e moleques salientes um querendo beijar o outro, rsrsrsrs

Excelentes lembranças...

Bj

Xico Rocha disse...

Luciane, pensamos igual. Certamente você, como eu é crível num mundo melhor.
Abraços
Xico Rocha

Xico Rocha disse...

Oh Mari, a melhor de todas era a "Caí no poço", além do "tome este anelzinho e não diga nada a ninguem", lembra?
Belos tempos
Bjs
Xico Rocha

Anônimo disse...

Rochinha, que legal que te lembraste do nosso bate-papo. Esqueceste, porém, da regra básica da peteca:tres vezes pra trás entrega o escarra.
Abraço, meu irmão.
Nilton Atayde

Xico Rocha disse...

Companheiro Nilton essa é a função dom amigo, prestar o devido socorro.
Valeu, mas, sabes que as regras variavam de bairro.
Abraços companheiro.
Xico Rocha